8ª serie – 9º ano !

8ª serie - 9º ano !

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

8ª serie- 9º ano !

8ª  serie-  9º ano !

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

8ª serie – 9º ano – 2012

8ª serie - 9º ano - 2012

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Música Popular do Brasil – 1 ano !

        Na música popular o negro teve uma participação fundamental. Trazendo da África alguns instrumentos como atabaques, o agogô, a cuíca e o berimbau, e ritmos desconhecidos pelos europeus, já no século XVIII sua contribuição se faz notar nas danças e canções de rua, crescendo em importância no século XIX e florescendo exuberante após a abolição da escravatura em 1888, equiparando-se nos dias de hoje à participação branca.
A Modinha

        Era uma presença constante nos saraus dos aristocratas
O Choro
       O improviso tinha um papel principal e estabilizando-se na formação para uma flauta, um cavaquinho e um violão, e mais tarde ampliando seu instrumental.
•Artista: Pixinguinha.
O Teatro de Revista e a Era do Rádio
•Os números apresentados eram em geral canções populares ou paródias de obras célebres
•Artista: Carmem Miranda.
   O Samba
•Essa palavra designava uma variedade de danças de origem negra.
•No início do século XX foi adotado por compositores como Ernesto Nazareth ,Noel Rosa…
•Ramificou-se em várias direções:
• O pagode, na verdade, era o nome dado às festas que aconteciam nas senzalas e acabou se tornando sinônimo de qualquer festa regada a alegria, bebida e cantoria.
Samba-enredo
•Anualmente, as escolas de samba promovem um concurso em suas quadras onde várias músicas são apresentadas ao público em suas quadras, para ser escolhida como samba-enredo oficial para aquele ano.
Samba- canção
•Samba-canção é um gênero musical originário do samba baseado no Romantismo, também denominado samba romântico , influenciado pelas baladas americanas e pelo bolero Mexicano, caracterizando-se como o samba lento e melodioso do Brasil. O samba-canção apresenta marcação forte do samba pelo pandeiro e por boleros e baladas brasileiras, por meio de outros instrumentos rítmicos, inclusive o tambor.
Samba-reggae

•Samba-Reggae é um tipo de música da Bahia, um estado do nordeste do Brasil, que alguns anos atrás era considerado MPB ou Pagode baiano, que é conhecido como Swingueira.
•O Samba Reggae surgiu entre 1998 e 2000 na Bahia a partir de manifestações musicais de Margareth Menezes e Daniela Mercury.
Anos 60
•A Bossa Nova foi um movimento basicamente urbano, originado no fim dos anos 50 em saraus de universitários e músicos da classe média. De início era apenas uma forma (bossa) diferente de cantar o samba, mas logo incorporou elementos do Jazz e do Impressionismo musical
Tropicália – usava elementos da cultura pop, como o rock, e da cultura de elite,  além de fazer uso muitas vezes de um discurso politicamente engajado e de protesto contra a ditadura militar que se instaurou na época, gerando perseguições e obrigando alguns de seus integrantes ao exílio, como foi o caso de Caetano Veloso e Gilberto Gil.
Jovem Guarda– era um movimento que se ligava basicamente ao rock americano e inglês dos anos anteriores, embora no Brasil tenha se suavizado e adotado uma temática romântica em uma abordagem muitas vezes ingênua. O movimento surgiu das apresentações em um programa de TV  que tinha este nome, e seu maior representante foi nesta época Roberto Carlos, junto com
•Erasmo Carlos
Anos 70 e 80

•A transição para a década de 70 foi marcada pelo surgimento do que se convencionou chamar de MPB(Música Popular Brasileira), um termo que designa em verdade uma ampla gama de estilos musicais derivados de várias matrizes, desde o rock até os regionalismos, passando pela música de protesto e a nacionalista. A TV passou a desempenhar um papel importante com a realização de festivais .
ANOS 90 EM DIANTE
Música sertaneja- a “música caipira” e a moda de viola, que se caracteriza pela melodia simples e melancólica; muitas vezes é chamada de música do interior. Hoje em dia, o termo música sertaneja vem, aos poucos, sendo substituído pelo termo música country devido à influência da música country norte- americana que a indústria brasileira está usando como novo segmento comercial na televisão e na indústria de gravação.
Rock brasileiro

•Muitas bandas deste estilo, como o Ultraje a Rigor e IRA! permanecem ativas até hoje, fazendo apresentações por todo o Brasil. Outras bandas e artistas da época, como Legião Urbana e Renato Russo, foram imortalizados e tocam nas rádios até hoje, devido ao grande sucesso entre o público.
•2001 foi um ano “trágico” para o rock brasileiro.Herbert Vianna, dos Paralamas, sofreu acidente de ultraleve e ficou paraplégico (mas voltou a tocar); Marcelo Frommer, dos Titãs, morreu atropelado;Maecelo Yuka, d’O Rappa, foi baleado e ficou paraplégico (saiu da banda); e Cássia Eller morre. Skank, banda de pop/rock/reggae formada por Samuel Rosa,…
FORRÓ

•Denomina-se forró uma festa popular brasileira, de origem nordestina, e a dança praticada nestas festas, conhecida também por arrasta-pé, bate-chinela, fobó, forrobodó. No forró, vários ritmos musicais daquela região, como baião, o coco, a quadrilha, o xaxado e o xote,são tocados,tradicionalmente, por trios, compostos de um sanfoneiro, um zambumbeiro e um tocador de triângulo.
FORRÓ UNIVERSITÁRIO

•A razão de ser mais difundido é a facilidade do aprendizado e a flexibilidade da dança que permite a adaptação de passos de outras danças
•Uma das bandas responsáveis pela expansão e divulgação desse ritmo por todo o Brasil é o grupo FALA MANSA, que foi uma das primeiras bandas com grande divulgação.
FUNK

•O funk brasileiro, diferente do norte-americano, é um tipo de música eletrônica originado nas favelas do Rio de Janeiro, devido à sua batida rápida e aos vocais graves. Chamado apenas de funk em seu local de origem no país, também é conhecido por ‘funk carioca’ em outras regiões do pais.
•Ousadia, determinação e estilo irreverente são as marcas registradas dessa funkeira : Tati Quebra Barraco , ela foi destaque desta fase, e foi objeto de um documentário europeu sobre o tema.
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

TEATRO DO OPRIMIDO

Teatro do Oprimido, através da prática de jogos, exercícios e técnicas teatrais, procura

estimular a discussão e a problematização de questões do cotidiano, com o objetivo de fornecer

uma maior reflexão das relações de poder, através da exploração de histórias entre opressor e

oprimido.Tem sido utilizado como ferramenta de participação popular, como uma forma de

discussão dos problemas públicos, constituindo também um instrumento de educação informal de

participação popular, ao estabelecer temas para a discussão coletiva, envolvendo a população no

debate das questões públicas, o T. O., estimula também a criatividade e a capacidade de propor

alternativas para as questões do cotidiano.

BRECHT

•Brecht é uma época. Uma época tumultuosa de rebeldia e de protesto. Refletem-se, em suas obras, os problemas fundamentais do mundo atual: a luta pela emancipação social da humanidade. Brecht tem plena consciência do que pretende fazer. Usa o materialismo dialético da maneira mais sábia para a revolução estética que se dispôs a promover na poesia e no teatro.
•O teatro épico e didático caracteriza-se, em Brecht, pelo cunho narrativo e descritivo cujo tema é apresentar os acontecimentos sociais em seu processo dialético: Diverte e faz pensar. Não se limita a explicar o mundo, pois se dispõe a modificá-lo. É um teatro que atua, ao mesmo tempo, como ciência e como arte.
•A alienação do homem, para Brecht, não se manifesta como produto da intuição artística. Brecht ocupa-se dela de maneira consciente e proposital. Mas não basta compreendê-la e focalizá-la. O essencial não é a alienação em si, mas o esforço histórico para a desalienação do homem.
O papel do autor dramático não se reduz a reproduzir, em sua obra, a sociedade de seu tempo. O principal objetivo, quer pelo conteúdo, quer pela forma, e exercer uma função transformadora, que atue revolucionariamente sobre o ambiente social.
Commedia dell’arte

•A commedia dell’arte foi uma forma de teatro popular improvisado, que começou no séc. XV na Itália e se desenvolveu posteriormente na França e que se manteve popular até o séc. XVIII. A “Commedia dell’arte” vem se opor à “Comédia Erudita”, também sendo chamada de “Commedia All’improviso” e “Commedia a Soggetto”. Esta forma ainda sobrevive através de alguns grupos de teatro.
•Suas apresentações eram feitas pelas ruas e praças públicas. Ao chegarem à cidade pediam permissão para se apresentar, em suas carroças ou em pequenos palcos improvisados. As companhias de commedia dell’arte eram itinerantes e possuíam uma estrutura de esquema familiar. Seguiam apenas um roteiro, que se denominava “canovaccio”, mas possuindo total liberdade de criação; os personagens eram fixos, sendo que muitos atores viviam exclusivamente esses papéis até a sua morte.
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

7ª serie- Texto complementar sobre Arte século XX – PARTE 3

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

7ª serie – Texto complementar sobre Brasil século XX – PARTE 2

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário